quarta-feira, 10 de agosto de 2011

A abominação da desolação no lugar santo, o último sinal do final dos tempos


Comentário sobre Mateus 24:15

Pr. Dinelcir de Souza Lima

Após anunciar a destruição do Templo em Jerusalém, por causa de uma pergunta dos seus discípulos a respeito de qual seria o sinal que haveria da vinda dele e do fim do mundo (24:3), Jesus passou a registrar vários acontecimentos e situações que precederiam a sua volta.
O último sinal a que se referiu foi à abominação da desolação dita pelo profeta Daniel no lugar santo, e deixou como que um enigma: “quem lê, entenda.”
Comentaristas insistem em afirmar que o profeta Daniel, em Dn 9:27; 11.31; 12.11, estaria se referindo à destruição do Templo de Jerusalém em 70 d.C pelos romanos e que, portanto, Jesus também estaria se referindo ao mesmo fato.
No entanto, para assumir esta interpretação, simplesmente ignoram alguns aspectos do contexto das palavras de Jesus, tais como:

1. A referência à abominação da desolação estar no lugar santo faz parte da resposta de Jesus aos seus discípulos a respeito da volta dele e do fim do mundo. Não faz parte do contexto a respeito da destruição do templo de Jerusalém.
2. A referência à abominação no lugar santo faz parte de um crescendo apontado por Jesus em direção ao engano religioso dentro do cristianismo (v. 5, 10, 11, 12)
3. Jesus fez referência a uma grande aflição como nunca houve e como nunca haverá, que será subseqüente à abominação no lugar santo (v. 21-23).
4. Jesus profetizou que logo após a grande aflição virá o fim (v. 29). Se estivesse fazendo referência à destruição de Jerusalém, do Templo e ao grande sofrimento do povo judeu  que aconteceu sob o impacto dos exércitos romanos, então o fim do mundo já teria acontecido ou então Jesus teria errado em sua profecia. Além disso, apesar de o povo judeu ter sofrido tanto naquela ocasião, já houve sofrimentos no mundo muito maiores que aqueles, até mesmo para o povo judeu, como o holocausto na Segunda Guerra Mundial, por exemplo.
E a que Jesus estaria se referindo para dizer quem lê entenda?
Certamente não estaria se referindo a Daniel 9:27 porque, realmente a interpretação melhor deste texto é a destruição de Jerusalém.
Também não estaria se referindo a Daniel 11:31 e 12:11 porque o profeta fala a respeito da retirada do sacrifício contínuo como se fosse o estabelecimento da abominação desoladora. No entanto o sacrifício no templo foi abolido pelo próprio Senhor Jesus na sua morte.
Temos que compreender as palavras de Jesus à luz do contexto dos seus próprios ensinamentos e à luz dos ensinamentos dos seus apóstolos no Novo Testamento. O final acontecerá no período do Novo Concerto.
Jesus disse que a abominação seria visível. Não no sentido literal, porém no sentido da percepção através do exame, do conhecimento.
A expressão grega que é traduzida por abominação, ou abominável, ébdelugma , referente a “uma coisa suja, horrível, destestável”, referindo-se a “ídolos e coisas pertencentes a idolatria” (Strong, James.  Léxico Hebraico, Aramaido e Grego de Strong, Sociedade Bíblica do Brasil, 2002, 2005, S.G 946). Isto significa que Jesus, então, não estaria se referindo a um cerco militar literal, nem a uma abominação por estrangeiros ou inimigos interrompendo o sacrifício, nem destruindo o lugar santo do Templo onde havia o sacrifício contínuo, mas estaria se referindo aos exércitos da iniqüidade, da idolatria e, consequentemente, da adoração falsa e do cristianismo falso no lugar santo.
Isto é confirmado pelas palavras do profeta Daniel, encontradas em Dn 9.5-16, em que descreve a abominação cometida pelo povo de Deus contra Ele, fazendo referência à iniqüidade estabelecida em Jerusalém.
Nas palavras de Daniel encontramos: cometimento de iniqüidade, procedimento ímpio, separação dos mandamentos e juízos de Deus, indiferença aos profetas de Deus, prevaricação, rebeldia contra Deus, desobediência à voz de Deus, falta de conversão a Deus, prática de atos ímpios. E encontramos, também, o pedido para Deus afastar a ira e o furor dEle da cidade de Jerusalém, do santo monte dEle.
Creio firmemente que Jesus estava se referindo a todas estas coisas sujas, horríveis, detestáveis para Deus que estaremos vendo no lugar santo na precedência imediata da volta dEle e do fim do mundo.
Mas, ficou algo para compreendermos ainda: E, o que seria o lugar santo? Certamente não seria o lugar de sacrifícios no templo de Jerusalém. Como já dissemos, o sacrifício de Jesus aboliu qualquer outro tipo de sacrifício e, apesar de alguns defenderem a idéia, o culto sacrificial nunca será restaurado por Deus porque estaria inutilizando o sacrifício do Filho dEle e estaria retornando ao que era provisório e ficou envelhecido com o que é definitivo.
O lugar santo, a Jerusalém no Novo Concerto é a igreja de Cristo. É a igreja de Cristo que descerá do céu como a nova Jerusalém, como noiva gloriosa, ataviada para o seu esposo, Jesus Cristo. É a igreja de Cristo que é santa, separada do mundo, consagrada para Deus através do sangue do Cordeiro, Jesus Cristo.
O que Jesus estava dizendo é que, quando fosse percebido, visto, as igrejas dEle cometendo iniqüidades, procedendo impiamente, deixando os mandamentos e juízos de Deus, indiferentes às Escrituras, desobedientes à voz de Deus, formada por pessoas que não se importam em se converter a Deus, copiando adorações falsas e idolátricas, então virá o fim. E isto já está sendo visto. 

22 comentários:

  1. A Abominação da Desolação será instituída pelo Falso Profeta, próximo Papa após Bento XVI. com a alteração do texto/rito de consagração da Hóstia, onde esta deixará de ser consagrada. Então esta estará onde não deveria estar. O Sacrifício Perfeito oferecido a Deus Pai, Todo Poderoso, deixará de ser feito e será trocado por uma mentira.

    «Quando virdes a abominação da desolação estabelecida no lugar onde não deveria estar, – que o leitor entenda! – então os que estiverem na Judeia devem fugir para as montanhas. (São Marcos 13,14)

    Para mais informações leiam http://www.thewarningsecondcoming.com ou http://www.jesusfala.com .

    Assim como nosso Deus sempre falou a seus profetas ao longo da história, ele continua falando através de seus profetas atuais, os autênticos profetas. Estamos agora vivendo o fim dos tempos e os selos do Livro do apocalipse estão se abrindo sob os nossos olhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, Pedro. Estamos bem próximo deste dia!

      Excluir
    2. Amigo, a IURD construiu o que ela chama de Templo de Salomão!! A abominação está mais perto de nós que o papa!!

      Excluir
  2. A linha de raciocínio discorrida pelo Pr. Dinelcir está correta, porém falta uma chave para desvendar esta profecia. Por principio deste blog a resposta deve se sempre bíblica. Esta chave esta descrita em II Tess. 2 quando o Apostolo Paulo discorre sobre a apostasia que acontece antes da volta de Cristo e nossa reunião com Ele. Paulo também nos adverte que de maneira nenhuma nos deixemos enganar pois seria o engano muito sutil, e continua dizendo que seria revelado o homem do pecado, o filho da perdição. Para entendermos quem é o filho da perdição, temos que identificar o filho da salvação: Jesus (Jo. 3:16), para entendermos que o filho da perdição é: -satanás- "aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração". Paulo continua dizendo que este "se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus."II Tess.2:4 Aqui temos que identificar o santuário de Deus e a resposta esta em 2Cor:6:16 que diz: "... Pois nós somos santuário de Deus vivo, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor; e não toqueis coisa imunda, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso." Este santuário somos nós. Este Espírito (falso) que tem tomado as pessoas nas igrejas sem que elas tenham se purificado ou ordenado suas vidas, não é santo, é imundo. É adorado como a 3ª pessoa da trindade, uma doutrina (dogma) católica sem fundamento bíblico, que chega ao ponto de criar uma situação descabida como de "usurpar" a paternidade de Jesus (gerado pelo Espírito Santo)quando esta é a função de Deus (o Pai)que é Espírito (Jo 4:24) Este usurpador o "abominável da desolação" está sendo adorado pelas igrejas (pessoas) apostatadas que são incorporadas tem comportamento semelhante aos do candomblé (espiritismo baixo) e por "rejeitarem a verdade" são vítimas da "operação do erro". Por este motivo O Apostolo Paulo enfatizou: "Ninguém de modo algum vos engane..."

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. No meu blog falo desse assunto. A abominação da desolação tem a ver com o Templo de Salomão que a IURD está erguendo.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Se a abominável desolação não é alguém que irá se levantar dizendo ser o próprio Deus no lugar santo (templo), mas sim é o próprio cristão que não obedece a Deus, não segue a Palavra, sendo que estes desde o princípio existem, em que momento, então, nós que obedecemos a Deus e somos fiéis a Ele, devemos fugir? Já que a Bíblia nos afirma que, através da palavra do próprio Jesus Cristo, nos diz para fugirmos quando vermos o abominável da desolação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Neliza
      Em momento algum eu falei em "cristão que não obedece a Deus" e discordo da irmã quando diz que existem desde o princípio, porque penso que não são cristãos. São falsos cristãos.
      Também Jesus não manda ninguém fugir. Ele faz referência a uma fuga que acontecerá naturalmente, por causa das tribulações. E nenhum contexto bíblico dá base para se pensar que a abominação é um homem.

      Excluir
    2. Após o V15 de Mt 24 diz:
      Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes;
      E quem estiver sobre o telhado não desça a tirar alguma coisa de sua casa;
      E quem estiver no campo não volte atrás a buscar as suas vestes.
      Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias!
      E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado;
      Mateus 24:16-20

      Lendo estes versículos e sem distorcer o que a palavra nos fala, percebemos que não faz referência a uma fuga natural.

      Mas no sentido de que a abominação não é um homem, a Palavra do Senhor não nos fornece nenhuma base nestes versículos, a não ser em Daniel, pois no V 15 esta escrito que será a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel.

      Quero relembrar o que diz em Mt 5:17:
      17 Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.
      Por isso fiz referência do que esta escrito em Daniel, com o que esta escrito em Mateus.

      Esta é a minha sincera meditação.

      Excluir
    3. II TESSALONICENSES 2.3 - 3 Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o HOMEM do pecado, o filho da perdição,
      Bíblia Sagrada - (Mobidic)

      AQUI NESTE VERSÍCULO NOS AFIRMA QUE SERÁ UM HOMEM.

      Excluir
    4. Não diz isso. O texto fala da apostasia E do homem da iniquidade. Apostasia é uma situação, é a abominação. O homem é um ser, que age, inclusive causando a abominação.

      Excluir
    5. Aprendi muito com estes comentários... Tirei muitas dúvidas... A Paz a todos!

      Excluir
  7. Entendemos então que "o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo (quem lê entenda)” se refere à corrupção da Palavra de Deus e do ensino da Verdade no seio da Igreja. É essa a Jerusalém que será sitiada. “Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares”. Alguém que virá sob o aspecto do bem fará um pacto com muitos. A instituição de um cessar do sacrifício poderia significar o fim da observação por parte dos cristãos do exemplo de Cristo. Cristo não veio cancelar a Lei - Ele veio cumprí-la através do Seu testemunho de vida, o qual nós observamos nas nossas vidas. Esse é o nosso sacrifício, e a nossa oferta de manjares a Deus é a oferta do nosso ser renovado em Cristo. Com a Igreja corrompida e da Palavra de Deus adulterada, o que parece é que se institui uma anarquia espiritual. É o início do ataque à Jerusalém (espiritualmente - o povo de Deus).

    ResponderExcluir
  8. ACREDITO QUE A ABOMINAÇÃO EM QUESTÃO SERIA O PRÓPRIO ANTI CRISTO PORQUE COMO ELE SERÁ VISTO COMO O VERDADEIRO MESSIAS NA VISÃO DO MUNDO EM GERAL, SERIA JUSTAMENTE NO LUGAR SANTO QUE ELE TERIA QUE REINAR. E ELE COM CERTEZA SERÁ UMA ABOMINAÇÃO NÉ?!
    E NO MAIS, UMA COISA QUE DEUS DEIXOU BEM EXPLÍCITA QUE É ABOMINAÇÃO É O HOMOSSEXUALISMO.
    VAI LÁ SABER SE O ANTICRISTO NÃO SERÁ UM HOMOSSEXUAL!?

    ResponderExcluir
  9. É ne os judeus querem trazer sacrificil em vao pq o sacrificio perfeito ja foi feito e eles nem perceberam n vdd n creem ne + amem sei q td esta s cumprindo amem gente aguardem q logo vira o fim Deus n falha nunca

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, SANTO e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12:1)

    ResponderExcluir
  12. Porquanto toda sorte de prostituições tem sido cometidas, ainda que o evidente esfriamento do amor tenha se tomado com muitos e que tantos tem tentado tapar os olhos dos povos para que não vejam esses sinais. Como uma panela que gradualmente aquece com uma rã dentro, quando esta ferver será tarde para o mundo, o engano tem sido proferido e somente os verdadeiramente instruídos não negam os sinais!

    ResponderExcluir
  13. Graça e paz, amados.
    Primeiramente quero dizer que também não sei o que é a abominação desoladora.
    Mas creio que de.modo algum seja o Espírito Santo, como alguém afirmou num dos posts. Ananais e Safira mentiram ao Espirito Santo e pecaram contra Deus. E Jesus fala sobre a blasfêmia contra o Espírito Santo quando o acusam de expulsar Demonios por Belz3bu. E Jesus diz que o faz.pelo Espirito de Deus.


    ResponderExcluir